Home » » conto de amor e sexo selvagem

conto de amor e sexo selvagem


conto  de amor  e sexo selvagem


Depois de dez horas de sexo,

sou um pouco tarada, adoro sexo, e ultimamente tenho me arriscado um pouco por conta disso
entrei vestida como uma deusa toda de branco e saltos finos, ele olhou feito louco, me comeu com os olhos e a minha surpresa deliciosa foi encontra-lo nu na minha cama com seu pau    rijo feito pedra, aquela imagem me fez pirar de tesao e entao abandonei a minha posição de gatinha manhosa e virei uma verdadeira tigresa avida por sexo selvagem, ele ficou mais excitado ainda qdo me viu vestida daquele jeito e com aquela atitude, tao vadia, tao vulgar e toda sua, arrancou meus seios e começou a mamar feito louco enqto sua mao nao saia da minha xaninha pequena e apertadinha q segundo ele o enlouquecia como nenhuma outra jamais fez, falei ppra ele q iria deixa-lo louco de tesao naquele dia e q jamais esqueceria a noite, entao ele me colocou de 4 na cama e começou a meter devagar pelo fato do pau dele ser muito grande e grosso, sentia ele me arrombando toda por dentro, estava decidida naquele dia a dar meu cuzinho pra ele como presente de ano novo, entao pedi q me fodesse com força e sem dó, pedia e ele obedecia cada vez mais louco e mais fundo, até q nao aguentei e gozei feito maluca no cacete dele, foi qdo me tirou o pau da buceta e começou a xupar meu grelinho, fiquei louca com aquilo e me virei pra um 69 delicioso, comecei a xupar e punhetar ele bem gostoso, enqto minha lingua deslizava pelas suas bolas e ele gemia alto e me xamava de sua putinha safada, gostosa, e eu mais tesud ainda sentia o gosto do seu leitinho quente me enchendo a boca e a garganta mas nao tirava o cacete da boca pra nao perder nada, foi qdo ele gozou como eu nunca tinha sentido antes, muita porra  q nem consegui engulir tudo, entao me levantei e fui pro banheiro me recompor mas qdo voltei qual nao foi a minha surpresa, vendo ele de pau mais duro ainda e nao me aguentei e comecei a xupar ele denovo, mas dessa vez fui muito mais ousada com a lingua, descia até suas coxas p q modestia a parte ele é um tesao de homem, uma bunda deliciosa e as pernas entao....
deixa qualquer mulher louca de tesao só de olhar, mas minha lingua descia e ele gemia cada vez mais, e diante da sua forma de reagir fui avançando cada vez mais e ele nao protestando, só delirava com as caricias, até qdo cheguei no seu cuzinho ele qse explodiu em gozo e seus gemidos pareciam uivos de um animal selvagem no cio, confesso q me assustei coma reaçao dele mas aquilo só aumentou meu tesao, e como ele mostrou q gostou da lingua atrevida apenas estiquei meu braço e pequei um oleo comestivel no criado ao lado da cama, e aquilo decididamente foi a melhor coisa q poderia ter feito naquela hora, ele realmente se soltou e me pediu pra nao parar, pra continuar q estava o enlouquecendo de uma maneira q jamais pensou existir e isso me fez avançar de  novo, passei o dedo e ele gemeu como sinal verde, entao nao tive duvidas e peguei meu vibrador na gaveta coloquei uma camisinha e o olhar dele me vendo fazer aquilo me deu a certeza q  seria maravilhoso, passei um oleo anestesico no vibrador e pedi q se virasse de costas, a principio ele disse nao, mas diante de uma ordem minha ele obedeceu, entao eu sabia q nao seria tao simples como pensei no inicio, fui no armario e peguei algumas alguemas e prendi suas maos na cabeceira da cama, ele me disse q nao tinha certeza se gostaria de continuar, mas falei q iria adorar q ia meter com muito carinho, q nao era nem metade do pau dele, e me pediu q se caso dissesse nao eu pararia, claro q diante da possibilidade de perder o respeito e o amor dele concordei, mas sabia q nao conseguiria parar, afinal aquele era meu sonho, manter um homem totalmente submisso e sem reação, entao comecei a passar minha ligua no seu cuzinho de novo o q fez com q ele voltasse a se soltar e gemer feito uma fera selvagem passei algumas gotas do oleo no seu cuzinho e passei meu dedo, forçando a entrada q nao estava sendo facil pois ele nunca havia feito nada nem parecido com aquilo, cheguei a pensar q ele nao aguentaria o meu brinquedinho de 18 cm, e me senti triste só de imaginar q nao ia realizar minha fantasia, mas vendo ele naquela posição tao fragil pensei q seria talvez a unica chance da minha vida, entao comecei a esfregar o pau de borracha junto com minha lingua, ele nao aguentou e me pediu pra fode-lo, aquilo me  eloqueceu   a cabeça e tive vontade de meter tudo de uma só vez, mas sabia q nao podia, entao comecei a meter devagar com muito carinho no cuzinho virgem do meu namorado gostoso, ele me disse q nao ia aguentar e gostaria de parar, mas ai ja era tarde pra ele, q naquela possição nao determinaria mais nada, falei q nao iria  eloquecer -lo mais um pouco, disse q quem mandava nele era eu  kkkkk
forcei mais a entrada e senti suas preguinhas estourarem com um barulhinho lindo de se ouvir, e entao veio um grito de dor q me excitou demais, mas pra minha surpresa ele me pediu pra continuar e meter cada vez mais fundo...
meti no rabinho gostoso dele como um macho enlouquecido pelo desejo mais primitivo, foi qdo ele me disse q ia gozar e levantou o rabo pra cima ficando de 4 o q me deu uma visao linda dele, um pau no rabo e o cacete maravilhoso dele gozando feito louco, cai de boca e xupei ele denovo, sem parar de meter no seu cuzinho agora alargado pelo pau de borracha, qdo terminou caiu de lado tremendo feito um adolescente na primeira vez, tirei as algemas e nos abraçamos com força e carinho, ele me disse q era o homem mais feliz do mundo e q tinha do seu lado a mulher da sua vida, capaz de descobrir suas fantasias e desejos mais secretos, sonhos q nem mesmo ele imaginava ter, dormimos feito criança e ao acordar fizemos mais loucuras delirantes p q a partir daquele dia descobri o homem maravilhoso q tinha do meu lado, amante perfeito e insasiavel pras mais loucas fantasias q um casal pode ter...... uma loucura  de  fazer amor  de fazer sexo selvagem
Nosso  quarto   é  nosso  ninho  de loucuras  kkkkkkk 


tesão amores 
doutora do prazer
 
Support : Copyright © 2015. gentle forest - All Rights Reserved