Home » » Como driblar os imprevistos da primeira transa

Como driblar os imprevistos da primeira transa


Entre quatro paredes bate aquela insegurança, ainda mais no primeiro encontro. Saiba como driblar esse sentimento e mostrar todo o seu potencial na cama






Depois de alguns encontros ou, por que não, logo após o primeiro, vocês decidem esticar o programa para a casa dele e aí, entre um amasso aqui e outro beijo mais quente ali, você percebe que é apenas questão de minutos – e de umas carícias a mais – para o sexo rolar.

Pronto, nesse momento, as neuras femininas começam a brotar em sua mente: “Será que ele vai me achar boa de cama?”, “faço ou não sexo oral nele?”. Por isso, a especialista em sexualidade feminina Regina Racco dá todas as dicas para turbinar a sua autoconfiança e deixá-la pronta para dar e, é claro, ter muito prazer a dois.


Saiba que o parceiro pode ou não gostar do sexo que rolou entre vocês. “Isso não quer dizer que você é ruim de cama ou a maior amante do mundo, quer dizer apenas que duas pessoas estranhas que se encontram podem descobrir afinidades e dar muito certo juntas ou não”, opina Regina.



O que fazer quando, na hora H, o cara…
…não consegue te fazer chegar ao orgasmo.
Calma lá! Aquela cena de filme em que um completo desconhecido faz a mocinha virar os olhos de prazer é muito excitante, mas é pura ficção. É muito comum as mulheres não atingirem o clímax logo no primeiro encontro, já que esse novo homem ainda não conhece os atalhos do seu corpo para te deixar louca de tesão.
Dica da especialista: “meu conselho é que se permita um tempo (alguns encontros), aproveitando tudo de bom que esse sexo tem. Aproveite para conhecê-lo melhor, trocar experiências e alimentar essa nascente cumplicidade, o prazer virá. Mas, se não vier, talvez ele não seja o cara certo”.



…gosta de inovar demais na cama e você não.
Talvez você esteja assustada com tanta desenvoltura ou com medo de não conseguir retribuir à altura. Pode ser também que tenha limites bem definidos e que ir muito além do tradicional possa ir de encontro com seus princípios.
Palavra da especialista: “romper esses limites pode até ser bom. Porque não aproveita e experimenta? Quem sabe acabe gostando. Lógico, apenas se esses hábitos não venham a ferir sua honra ou ponham em risco sua saúde”.

…é travado na cama e não acompanha o seu ritmo.
Olha que boa oportunidade para ensinar ao par os prazeres da vida. Vá devagar, mas não deixe de mostrar o que você pode oferecer. Se ele não corresponder, nada impede que você parta para outro.
Palavra da especialista: “faça com que ele sinta saudade. Mas, vá com calma, introduza novidades aos poucos, para não assustá-lo. Lembre-se, vocês estão se conhecendo, e assim como ele, também você está analisando se valerá a pena continuar”.



…brochar.
Se essa é uma situação desconfortável para você, imagine para ele. Assim, mostre seu lado mais compreensível e tente contornar a situação sem demonstrar irritação ou pena para com o parceiro.
Palavra da especialista: “pense no quanto é difícil para ele, tente conversar dizendo que isso acontece (e acontece mesmo) e que vocês estão bem. Não tenha pressa em sair e seja carinhosa”.



dicas para o sexo - sexualidade -  Desejos e Fantasias de Casal






 
Support : Copyright © 2015. gentle forest - All Rights Reserved