Home » » De tanto ser tratada como cachorra

De tanto ser tratada como cachorra

                             
            De tanto ser tratada como cachorra



Sexo...
Coisa deliciosa, ardente e sedutora.
A palavra decência não existe e nem eu quero que exista,
quero a insanidade.
Quero excitação, prazer, loucura e indecência.
Preciso beijar corpos sem culpa,
chupar o que acho conveniente na hora do prazer,
dizer as palavras pornográficas na intensidade que me deixa entregue e
me tornar a mulher que realmente sou.
Isso é viver.
Chega...não quero mais disfarces e nem mentiras.
Não sou puritana e sim uma puta na cama!!!!
 




                                 De tanto ser tratada como cachorra

De tanto ser tratada como cachorra, acabei me tornando uma vira-lata no cio .
Não me apego a homem nenhum.
Toda semana arranjo um novo dono para amar.
 A experiência tem sido ótima. Num dia , caipirinha.
No outro, uísque com gelo. Vinho. Cerveja. Martini. Refrigerante.
Bares engordurados. Restaurantes chiques. Motéis de beira de estrada. Casas de luxo. Pousadas. Meia- fina. Perfume francês. Vestido de seda. Calça jeans. Blusa básica.


Invento personagens.
Posso ser divertida, sofisticada, sedutora, mas sempre boa ouvinte. Os homens falam demais. São vaidosos. Gostam de ser ouvidos. E nunca damos a chance deles falarem. Homem também sente angústia. Gosta de desabafar. Contar casos. No fundo, são carentes. Descobri a essência masculina. Hoje ela está em mim. Sou feliz. Amo sem compromisso. Faço sexo por desejar ardentemente sentir meu corpo sendo penetrado. Não tem maior sensação na minha vida do que sentir o corpo masculino apertando o meu.

Não existe rotina sexual na minha vida. Quanto mais homens eu conheço, mais tenho vontade de experimentar novas experiências e variar posições na cama. Tamanho de pau. Cheiro. Musculatura. É viciante. Tudo excita. Não consigo parar. Quando acaba o sexo, acaba também minha curiosidade e já penso no próximo. Sexo liberta. Amor , escraviza.

Já vi amigas perderem a dignidade por causa de paixão. Ou o que pensavam ser amor. Acabaram com suas vidas. Emagreceram. Ficaram loucas. Ou velhas antes do tempo. Eu mesma cheguei a sofrer algumas vezes, por fim, aprendi . Blindei meu coração. Não consigo me apaixonar. Envolvimentos estão fora dos meus planos. A aventura me estimula. Paixão e amor são sinônimos de sofrimento. Desisti de tentar. Tornei-me inapaixonável. Aliás, deveria existir uma vacina contra dores de amor. Quem inventar fica milionário.

Não. Não me venham com a história surrada de que o importante é viver um grande amor. E quem disse que um amor que faz sofrer é grande ? Falar de amor pra mim hoje é inútil. Sou movida a tesão. A carne me inflama. Não sou ressentida e nem mal humorada. Felicidade é uma questão de escolha. E eu escolhi ser feliz variando toda a semana o cardápio sexual .
A sedução me move.depois de uma semana de sexo selvagem. ... Minhas amigas não se conformam com minha “coragem em sempre ......
falar de Amor” que defende meu conceito de sexo e amor, e dá um   tesão  na minha vida real...
Gosto de tudo. Quanto maior a variedade, melhor.
      Sou      um    cavalo selvagem das paixões”, ...
 
          doutoram /doutora do  prazer
 
Support : Copyright © 2015. gentle forest - All Rights Reserved